domingo, 24 de janeiro de 2010

mar



Se eu trocar um dia São Paulo por algum lugar do mundo, esse lugar terá que ser uma cidade litorânea, terá que ser banhado pelo mar.
Sim, o mar, ele mesmo, com aquela imensidão, aquela linha lá longe, o horizonte. Eu já disse aqui sobre minha paixão pelo mar., e não canso. E nele que eu busco refúgio quando as coisas saem do eixo, só ficar ali, sentada na beira, sentindo sua brisa, seu azul, a sua paz.
E também em momentos alegres, eu preciso ver o mar, preciso de um mergulho, preciso agradecer a Deus, por criar algo de tamanha beleza.
O mar me acalma, eu  já disse. Ele me pacifica, me deixa de bem com a vida, alimenta a alma.

4 comentários:

Gaby Almeida disse...

Esse é um dos melhores efeitos que o mar causa nas pessoas... Amo o mar tb...

[ rod ] ® disse...

O mar que nos abençoa e nos purifica! Ah saudades do mar da Bahia! bjs moça.

Y a s h a disse...

Ah, moça, vem para Natal! haha.

Depois te mostro uma foto do meu refúgio, do meu porto, do meu escudo, que é um só. Paraíso o nome dele, será que teria um nome melhor? Acho que não.

O mar também me acalma, me pacifica, me deixa de bem com a vida e me alimenta a alma. E não preciso de muita coisa para sentir isso tudo, apenas olhá-lo já me conforta. ^^

Você iria adorar conhecer Natal! :)

Jacqueline Soares disse...

O mar exercita minha paciência...
Se for no fim da tarde então, com aquele por do sol magnifico, nem digo.
Só Deus mesmo p criar algo tão incomparável. =]
beeeeijooss