sábado, 13 de dezembro de 2008

Dez anos a mil

Decadence Avec Elegance
Lobão

Há muito tempo que eu já dizia
Toda essa chinfra não te garante

Você não sabe arte de saber andar
Nem de salto alto , nem de escada rolante


Sua vida não tem muito sentido
Sempre em dia com o seu atraso


Mas e daí? Ela se acha chic
Troca seu destino por qualquer acaso

Perdeu a pose ...

Decadence avec elegance
Decadence avec elegance

Ou ou ou ou

Ela diz pra mim :
Seja um bom rapaz
Pratique algum esporte,
tenha bons ideais

Afinal de contas o fim do mundo
Não é nenhum fim de mundo

E se for ... Descance em paz


E no final da madrugada
Perambulando pelos Bordéis

Decadence - é melhor viver
Dez anos a mil , do que mil anos a dez


Decadence avec elegance
Decadence avec elegance

Ou ou ou ou

"Perambular pelas noites. Circular de bar em bar, bebendo todos os conhaques, todas as vodkas. Cocaína no nariz até a mente formigar. Agarrar o cafajeste com o cigarro mais fedorento "Me leva pra cama". Sentir o gozo mais sujo invadir.
De manhã, um café no boteco mais vagabundo do Arouche. E na manhã seguinte vestir o terninho mais elegante, deixando a porralouquice de lado."

Um comentário:

Vanessa disse...

"Mas e daí? Ela se acha chic
Troca seu destino por qualquer acaso"


Me retratou.

www.essencianoar.blogspot.com
(preguiça de logar. rs )


Beijo