domingo, 5 de julho de 2009

Eu não gosto do silêncio.
Eu gosto de ouvir música no volume máximo, mesmo quando estou sozinha.
Eu não gosto de ouvir Pink Floyd perto de ninguém.
Eu gosto muito de ouvir The Cult quando eu estou triste.
Eu não sei o me concentrar sem ouvir música.

Eu chorei hoje ouvindo uma música.
Me deu uma saudade danada de uma pessoa que me ensinou a gostar de rock and roll, mas que hoje em dia gosta de samba.
Que me ensinou algumas mentiras que os homens contam para as namoradas (e que por muito tempo eu ajudei ele a torna-las verdades).
Me levou pro estádio e me fez apaixonar pelo nosso time.
Que eu adoro olhar no olhos dele, bem clarinhos, e perceber meu pai lá.
Que me levava pras baladas mais legais quando éramos adolescentes, sem minha mãe saber.
Eu ficava toda feliz, com o ego lá em cima quando diziam que éramos parecidos demais.
Que foi comigo na galeria do rock comprar meu primeiro All Star preto.
Ele ficou muito, mas muito triste comigo, quando eu embebedei em uma festa e quis aprontar.
...são histórias demais, virariam um livro.

Hoje eu chorei, de saudade dele, do meu irmão que ficou perdido lá no passado. O cara que ele é hoje está me decepcionando demais. E eu não sei socorrer. Isto me deixa triste.


"Lost in thought and lost in time
While the seeds of life and the seeds of change were planted
Outside the rain fell dark and slow"
Pink Floyd

8 comentários:

A Better MAN disse...

loucura! loucura! loucura!

.Intense. disse...

a saudade de quem não foi embora, mas fica ali na nossa frente, mudando, e a gente vendo oq a gente mais ama se perdendo...sem poder fazer nada.


nessas horas, quem te gosta tb não sabe como te socorrer e fica com o coração apertadinho...dá pra, no máximo, oferecer o ombro, pro silêncio, ou pro desabafo, pra ausência, ou pra presença...

tipo eu aqui, menina cafeína, quase entendendo tanto silêncio seu hoje, e tanta música...
=/


que a noite te faça bem. e te deixe descansar das lágrimas que já caíram durante o dia. se cuida. ;*

Súh disse...

AHUAHUAHUAHUAHU!!!
Pink Floyd é para todonos momentos da nossa vida,acho que não existe uma só palvra que possa defenir a sensação dessas músicas transcedencias...viagem...revolta...amor..
tristeza...alegria,cada música vem carregada de um sentimento e de uma emoção diferente. Bom eu sou suspeita em fala r sobre essa banda maravilhosa pois sou fanática por eles. estou acompanhando seu blogs e gostaria que vc tb acompanhace o meu...valew!
adorei o seu blogs...parabéns!!

Pink Floyd my life sueli-rockholl.blogspot.com

bjs.

Y a s h a disse...

"Perdido no pensamento e perdido no tempo, enquanto as sementes da vida e as sementes da mudança eram plantadas. Lá fora a chuva caía escura e devagar..."

Faz tempo que passava por aqui, lia o texto do dia, tinha vontade de comentar, mas deixava pra lá. Receio por algumas coisas, talvez certas, talvez não. Já devo ter lido quase tudo por aqui, não faz tempo que visito, mas venci o atraso e saí lendo os antigos.

Gosto dos que se expressam assim, com o que tem de mais verdadeiro, sem medo de se jogar, de falar de si; dos que invadem o interior de quem está aqui, desse lado, sem pedir licença, que deixam os olhos, desses aqui, vidrados; com os olhos lacrimejando se o texto é triste, e com um sorriso "maior do mundo" se o texto é de uma alegria, de uma conquista; e isso acontece de verdade, mesmo sem conhecer, sem nunca nem ao menos ter se falado, porque quem está desse lado aqui pode ser dos que enxergam com o olho de dentro essa sua expressão toda. Eu sou assim, felizmente.

Às vezes as mudanças são radicais, na maioria das vezes não podemos fazer nada pelo outro, mesmo sendo ele nosso irmão. É preciso que entendamos as coisas por nós mesmos, muitas vezes é inútil explicar a alguém aquilo que ele não é capaz de entender.
Parece que a vida nos testa o tempo todo, pra ver até onde a gente pode ir. "Vai, aumenta a velocidade pra ver se ela agüenta, aumenta o aperto no peito", parece que é assim mesmo que ela faz. Não adianta tentar entender tudo, Clarice já havia avisado. Mas sei da saudade, da tristeza, da dor no peito, do peso nas costas. Eu sei, você sente. Meus olhos só lacrimejam se o texto é triste, os seus choram. Então, não é preciso que eu fale mais. Só você sabe do seu incomodo, do seu silêncio e das suas letras.

Queria poder falar com você outras vezes, talvez você queira.
Torço pra que esse coração aí se acalme.

(Ah, e desculpa esse texto todo, quando começo, pra parar é difícil.)

Mysterious Ways disse...

o fato de nao saber socorrer não impede de tentar. e nessa de tentar vc pode ajudar e muito... tente!

Candy disse...

E como ajudar alguém que nem acha que está precisando?
:T

mas saudade, mesmo doendo, é gostoso de sentir. É saber que algo bom foi vivido, sentido e que faz parte da nossa história.

:*

Gaby Almeida disse...

Triste qndo as pessoas q amamos mudam de forma q nos magoam...

Jéssica disse...

às vezes eu queria uma pessoa assim, que revolucionasse a minha vida, mas depois eu paro e penso que não foi só uma, mas um conjunto, várias pessoas - um pouquinho de cada uma - meio que me fizeram ser o que sou hoje.

Saudade é bom, nessas horas, nesses casos.
:D

;**