terça-feira, 28 de outubro de 2008

Eu sempre dormi pouco. Pouco, mas o suficiente.
Só que ultimamente está sendo complicado.
Toda noite eu enrolo pra caramba na cama até pegar no sono. E cedão, já estou acordada de novo.
Ontem foi mais uma noite assim. Deitei cedinho, tava com dor na jaca. Consegui dormir. Até as 3 da manhã, e daí por diante, nada mais.
Levantei, arrumei meu guarda roupa. Terminei de ler um livro. E o mp4 no ouvido, fazendo companhia.
Pensei muito no meu pai, venho pensado muito nele ultimamente. Se ele estivesse por aqui, muita coisa estaria diferente aqui em casa. E mais fácil.
Em tempo, meu pai postiço me faz falta. O biológico não fez nada do que deveria ter feito. Nada!!!

Um comentário:

Dona Laura disse...

hm, isso é paixão.
lembreid uma musica da maria bethania:
Negue seu amor, o seu carinho
Diga que você já me esqueceu
vive machucando com jeitinho
Este coração que ainda é seu...
Sabe, eu sei gosta de coisas de gente velha, hauahuahuaha
são profundamente profundas!
hahaha
beijoadorovc!